Sete dias por semana sem medo da notícia!
Donizete Arruda
Jornalista
Pedro Alagoano vai para a oposição

Base do prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil, o vereador Pedro Alagoano se rebelou na semana passada. Questionou a qualidade dos materiais usados nas obras com participação do Município, sob a justificativa de que a insatisfação vem da população. Criticado pela abordagem no plenário da Câmara, Pedro Alagoano desafiou qualquer vereador ou outro parlamentar contrário as suas ideias a calar sua boca. O clima quente levou a base a recuar. Esse recuo ocorreu pelas ameaças de Pedro. Disse que se houver represálias, vai “escancarar o verbo”. O gesto soou como uma ameaça de chantagem. Isolado nas críticas ao governo Zé Ailton, o vereador Jales Veloso se anima com a possibilidade de ter mais um na oposição. O próprio Zé Ailton colocou panos quentes na crise e acalmou sua base. Declarou que Pedro Alagoano vai se acalmar e perceber que sua indignação não tem razão de ser.

Giovanni ataca para defender Camilo

O vice-prefeito de Juazeiro do Norte, Giovanni Sampaio, parece disposto a manter a posição de maior defensor de Camilo Santana no Cariri. Na última semana, divulgou vídeo onde qualifica o deputado estadual André Fernandes como deputadozinho e canalha. Dias antes, André chamou Camilo de chefe de facção. No Cariri, Giovanni se firma como escudeiro de Camilo, mas no Abolição a atitude é vista com desconfiança. Apesar do histórico de fidelidade a Camilo, as recentes atitudes de Giovanni são vistas como estratégicas para referendar sua candidatura com o apoio do Governo. Apesar desse comportamento agressivo na defesa de Camilo, seu nome não é unanimidade no Abolição. Há defensores até de Gilmar Bender. E o Governador tem muita simpatia pelo prefeito Arnon Bezerra. Essa confusão para ungir o candidato de Camilo, se duvidar, irá até junho de 2020

Estouro da boiada em Juazeiro

O avanço da pré-candidatura de Francisco Fabiano e do ex-presidente da Câmara, Gledson Bezerra, acendeu a luz de alerta para outras forças que militam nesse grupo, como a ex-deputada estadual Ana Paula Cruz e o radialista Normando Sóracles. Os dois começaram a se movimentar. Ana Paula tem visitado o governador Camilo sistematicamente. Um esforço desgastante, pois o Abolição não mostra entusiasmo com sua candidatura. No próprio bloco, a avaliação é que a unidade não se sustenta mais. Outros como Gledson e o próprio Fabiano, apostam na realização de pesquisa para referendar os nomes. Na verdade, sobram candidatos a prefeito nesse grupo de oposição e nenhum unifica.

Fabiano comanda Pros e Podemos

O radialista e pastor evangélico Francisco Fabiano está cada vez mais perto de se credenciar para concorrer à prefeitura de Juazeiro do Norte. Numa reunião com o deputado federal Capitão Wagner, bateu o martelo para comandar o Pros e o Podemos na região do Cariri. A confirmação virá com a filiação do seu grupo aos partidos no dia 18 de maio, quando Wagner e o senador Eduardo Girão virão para referendar o nome de Fabiano na disputa de 2020. Devem fazer parte dessa aliança o PSL e Novo. Até lá, Fabiano tentará convencer o grupo de Juazeiro para manter sua pré-candidatura. Apesar dessa tentativa, Fabiano garante que está discutindo com o grupo de forma transparente e aberta. Esse argumento não convenceu o restante de seus aliados. A unidade desse grupo implodiu.

Cid e Camilo jogam juntos em 2020

Dentro de uma aliança nacional entre PT e PDT, Camilo e Cid Gomes articulam para que os dois partidos saiam coligados nas mais importantes cidades do Ceará: Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Fortaleza, Maracanaú, Caucaia, Sobral, dentre outras. O diálogo é para evitar um acirramento antecipado entre os petistas e os Ferreira Gomes, após Cid ter chamado Lula de babaca e Ciro estar rompido com o PT. A proposta é dividir território. Na divisão, tanto PT quanto PDT seriam beneficiados.

Em Maracanaú e Caucaia, a idéia é lançar Luizianne Lins e Elmano Freitas. A capital teria candidato do PDT. Apesar de Camilo sonhar em lançar seu secretário da Casa Civil, Elcio Batista. Em Juazeiro do Norte, nada está resolvido. Camilo simpatiza com o nome de Giovanni Sampaio, que ainda não definiu o partido que irá se filiar. Depende dos acertos entre os caciques. Já Barbalha, a vaga será do PT.

Camilo sofre com Brasília

Depois de perder os recursos para a segurança e ter reagido duro com o secretário Nacional de Segurança Pública, General Guilherme Theófilo, o governador Camilo Santana levou outra rasteira de Pernambuco. A Secretaria de Saúde do Ceará demorou a responder a ofícios do ministro da Saúde, Luiz Mandetta. Resultado: perdemos verbas para combater a dengue na Capital e em outras cidades. Camilo tem dois caminhos a adotar: brigar novamente com os subordinados dos ministros do presidente Bolsonaro, denunciando estar sendo boicotado, ou escolher uma aproximação com o Planalto. Detalhe é que o não querem esse entendimento com nenhum governador do PT. Porém, pelo bem do Ceará, Camilo tem que insistir.

Oposições rifam Ciro e Lula

PDT e PT se articulam para a formação de um bloco único para enfrentar o Governo Bolsonaro no Congresso Nacional. Outros partidos oposicionistas também estão aderindo a essa frente. A única exigência que unifica a todos é a exclusão de Lula e Ciro Gomes. Lula, mesmo ainda sendo uma liderança incontestável no Nordeste, hoje atrapalha mais do que ajuda. Ciro é uma boca suja que fala bobagens a todo instante. Semana passada, sugeriu que o povo fosse às ruas quebrar tudo, se Bolsonaro aprovasse a autonomia do Banco Central. Essa aliança nacional das esquerdas terá reflexo nas eleições municipais, em todo o País, no ano que vem, se o acordo for fechado.

Cid sem ânimo em Brasília

Os primeiros meses de mandato do senador Cid Gomes revelam que seu desejo é regressar ao Ceará em 2022. Não sinaliza estar gostando da vida no Senado Federal. Sequer montou seu gabinete. Tem direito a 98 assessores. Escolheu apenas cinco. Essa falta de garra é uma prova que Cid não gostou da vida de senador. Não é uma estrela entre os 81 membros, e seu fracasso de liderar na largada, quando acabou alijado do processo que elegeu Davi Alcolumbre, o deixou desestimulado.

Mesmo decidido a retornar ao Palácio Abolição, com grande favoritismo, Cid precisa buscar um bom mandato em Brasília, para assegurar recursos para o Ceará. O Estado está alijado no Governo Bolsonaro. E o governador Camilo Santana precisa de ajuda na interlocução com o Planalto, pois há demandas a serem resolvidas para beneficiar inclusive o Cariri.

MP acredita que tomará terrenos

A investigação do Ministério Público do Ceará, sobre a máfia dos terrenos em Juazeiro do Norte, é a melhor notícia para quem nunca se conformou
com a roubalheira desses bandidos travestidos de empresários, que se apropriaram indevidamente do patrimônio público. Há uma extensa relação de nomes em poder dos promotores, que não será complicado comprovar a fraude cometida por eles. Também não será difícil denunciar os políticos implicados nesse escândalo que vem se perpetuando a mais de 15 anos nas terras juazeirenses. Todos esses terrenos devem ser retomados e devolvidos ao patrimônio da população. Essa é a missão do MP, que a sociedade acompanha com atenção e convencida que ocorrerá. Evidente, que também com a prisão dos marginais da máfia dos terrenos.

Gilmar Bender que furar cerco

Isolado politicamente, o empresário Gilmar Bender (PDT) parece ter entendido o que fortalece um candidato. Dias atrás, confessou a amigos que pretende se aproximar do grupão que tem discutido alternativas para Juazeiro do Norte. Bender declarou, inclusive, que se conseguir se integrar, abre mão da sua pré-candidatura para debater nomes, claro, incluindo o seu. Está convencido que se legitimar por um grupo de lideranças fortes é o melhor caminho para ser prefeito de Juazeiro. Mas, antes de articular sua entrada nesse bloco, Bender não descarta uma conversa com o ex-prefeito Raimundão. Se fechar com Raimundão, deve descartar esse caminho. Bender quer oferecer a vaga de vice na sua chapa para mulher de Raimundão, dona Maricoele Macedo. Perde tempo. Raimundão proporá o inverso.

Fabiano e Gledson na liderança

Os dois estão atuando no mesmo grupo político, recém formado em Juazeiro do Norte. Contudo, o vereador Gledson Bezerra e o radialista e pastor Francisco Fabiano vibram com uma pesquisa que circula entre os políticos juazeirenses. Ambos aparecem muito bem colocados para uma possível candidatura a prefeito no próximo ano. A avaliação antecipa a sucessão. Gledson tem ampliado seu raio de ação em Juazeiro, enquanto Fabiano partiu em busca de apoio em Fortaleza e Brasília.

Na semana passada, esteve com o deputado federal Capitão Wagner para articular sua filiação ao Pros. Nesta semana, tenta um encontro com o presidente Jair Bolsonaro. Outro procurado por Fabiano foi deputado estadual Fernando Santana, vice-  presidente da Assembleia Legislativa. Fabiano tem méritos: está sendo ousado.

Decisão na Expocrato tomada

Não adiantou as defesas do prefeito Zé Ailton Brasil e do vereador Bebeto, sobre a capacidade técnica do promotor aposentado Leitão Moura à frente da Expocrato 2019. Após a confusão que quase se transformou em vexame, o secretário Di Assis Diniz reafirmou o novo comando e a formação de um novo Grupo Gestor. Serão convocadas entidades como Sindlojas, CDL, Associação dos Criadores do Cariri, Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos, além da Prefeitura. O grupo formará o Conselho Fiscal que acompanhará toda a prestação de contas da festa. Apesar de não confirmar, Leitão deve mesmo ficar fora, caso seja mesmo excluído da direção geral do evento. Leitão ainda espera por uma manifestação de Cid, antes de anunciar sua saída.

Zé Ailton e Bebeto defendem Leitão

O clima esquentou na última reunião para decidir a nova direção da Expocrato para este ano. O secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado, o petista Di Assis Diniz, foi direto: hierarquicamente, a festa terá o comando dos titulares da secretaria. Ou seja, ele (Di Assis) e o seu secretário executivo, o ex-prefeito de Barbalha, Zé Leite. Comandante da festa por uma década, Leitão Moura, será o terceiro na hierarquia. Leitão permaneceu calado, mas teve a reação do vereador Bebeto Anastácio, seu aliado fiel. Bebeto enalteceu a capacidade de Leitão, qualificando como covardia a posição dos petistas. Foi preciso a turma do “deixa disso” entrar em ação. Outro que defendeu a continuidade de Leitão foi o prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil, que reforçou a tese do crescimento da Expocrato sob o comando do sogro do senador Cid.

Posição de Cid pela neutralidade

Cid Gomes não romperá com o governador Camilo pelo golpe que seu sogro levou no comando da Expocrato. Hoje, no Abolição, todos crêem que Cid se manterá distante dessa resolução administrativa do rumo seguido na feira. Oficialmente, o Governador não participou de nenhuma etapa da mudança da direção. Cid adotaria essa solução para evitar uma briga política com Camilo, antes da hora.

Compreende que a vice, Isolda Cela, é uma aliada dele, e quando Camilo se desincompatibilizar, em abril de 2022, ficará frágil. Nesse momento, será a oportunidade dele ter um acerto de contas com o Governador. Se, até lá, não tiverem refeito as pontes da amizade. Leitão Moura não deve esperar solidariedade pública ou discurso de rompimento de Cid com o Abolição. No máximo, uma reação sem muito barulho. Essa a expectativa de quem sabe o jeito Cid de se comportar na política.

Dúvida é sobre papel do Abolição

No Cariri, a principal pergunta é: o governador Camilo Santana endossou a ação da guilhotina sob a cabeça de Leitão Moura? Há polêmica nas respostas entre os principais caciques políticos. No entanto, majoritariamente, a posição que prevalece é que Camilo sabia que essa medida seria adotada e silenciou.  Agradou a seu partido, a Lula e mandou um recado aos FGs: não abro mão do meu protagonismo como governador do Ceará, até o final de meu governo. Se quiserem me rifar, saberei usar a caneta. Camilo é candidato ao Senado e não admite abrir mão de sua vaga para uma composição que agrade a Ciro, cedendo seu lugar ao senador Tasso Jereissati. Essa hipótese está fora de cogitação. FGs estão comunicados. Não aposte em rompimento.

PT começa a dar troco nos FGs

O comportamento agressivo de Ciro Gomes com Lula e o PT no Brasil não poderia ficar impune. As reações petistas no Ceará são silenciosas, porque esses dirigentes não querem se confrontar com o governador Camilo Santana, porém precisam dar um jeito de enquadrar os Ferreira Gomes, de olho nas eleições municipais de 2020. Assim, o ungido para levar o primeiro recado do PT foi o sogro do senador Cid Gomes, promotor aposentado Leitão Mourão. Levou uma rasteira e, depois de dez anos, foi posto para fora do comando da Expocrato. Não teve direito nem a choro. Foi afastado sem ganhar nem obrigado, por toda a sua dedicação à feira Expocrato. Leitão apostava que o PT não teria coragem de tomar essa atitude. Se enganou e saiu desmoralizado do episódio.

Médicos se demitem para não bater ponto em Juazeiro do Norte

Juazeiro do Norte tem 86 postos de saúde. Até semana passada, 75 tinham médicos. O MP cearense exigiu e a Prefeitura colocou relógio de ponto para ver a assiduidade de médicos e outros funcionários. Com a medida, 20 médicos se demitiram.

O MP já prega aviso aos médicos: Barbalha e Crato também terá relógio de ponto e os promotores fiscalizaram a jornada de trabalho dos médicos. Nada dos profissionais saírem dos postos para suas clínicas antes de cumprirem todo expediente contratado.

Essa briga promete, pois os médicos dizem que não voltarão aos postos, enquanto o MP não recuar com a obrigatoriedade dos relógios de pontos. A população será prejudicada. Em Juazeiro, serão 30 mil consultas a menos em abril.

Leia mais na coluna Rebate desta semana no Jornal do Cariri:

Policlínica de Juazeiro sob cuidado

É determinação do governador Camilo Santana que a Secretaria de Saúde do Estado corrija as distorções da Policlínica do Cariri que funciona em Juazeiro. Camilo está insatisfeito com a politicagem nesse setor de saúde e fala abertamente que as verbas deveriam ser melhor utilizadas para oferecer um melhor serviço ao povo do Cariri. Há outras distorções identificadas e a ordem é consertar todas as falhas. As reclamações chegam aos ouvidos do governador, durante suas idas, nos finais de semana, ao Cariri.

Bender está de bem com André

O empresário Gilmar Bender, em ritmo de campanha eleitoral, ofereceu um almoço para o deputado André Figueiredo, no fim de semana. Tenta convencer André que conseguirá construir viabilidade para disputar às eleições de 2020. No almoço, apresentou meia dúzia de partidos nanicos e lideranças sem expressão. André perguntou a pessoas próximas sobre o apoio do PT que fortaleceu Bender na última eleição. Recebeu como resposta que Dr. Santana anunciou que o PT terá candidato próprio. Hoje, o nome preferido seria deputado Fernando Santana. Apesar de dar muitas esperanças a Bender, André está preocupado com sua falta de articulação feita em Juazeiro. Ele teme que a legenda passe a mesma vergonha de 2018, com a sua votação e a do presidente municipal, Roberto Sampaio, candidato a deputado estadual. E Cid não quer o PDT apoiando Bender.

Governo fiscaliza Exopocrato

A última reunião para decidir o destino da Expocrato deixou o promotor aposentado Leitão Moura preocupado. Com representantes da Prefeitura do Crato, Governo do Estado e Grupo Gestor da Expocrato, a reunião decidiu que o evento continuará sob o poder do Estado e administração do Grupo Gestor. O problema é que a Secretaria do Desenvolvimento Agrário, nova responsável pela festa, resolveu criar um Conselho Fiscal para acompanhar a prestação de contas da festa, que vale salientar, nunca foi feita.
A decisão não agradou Dr. Leitão, que chegou a anunciar que estava fora. Foi convencido a concordar, sob a alegativa que comandaria o Conselho. Mas, Leitão sabe que será atropelado pelo novo modelo e já fala em deixar o evento definitivamente. Leitão reclama de falta de confiança dos petistas com sua pessoa. O clima está tenso.

Operação Fake News no Cariri

Os delegados da Polícia Federal em Juazeiro do Norte estão no encalço de um grupo de articuladores de ‘fake news’ na região do Cariri. A investigação, com denúncias das três principais cidades, está bem avançada em Barbalha. Arrependido de fazer as publicações que denegriram e divulgaram mentiras sobre adversários políticos, recentemente, um desses “fakeiros” entregou o jogo e delatou um esquema que ameaça revelar uma rede de fakes bem remunerada na região. A investigação, que corre em segredo, procura ligação dos propagadores de mentiras via financiamento com dinheiro público. Os delegados devem convocar mais supostos envolvidos no esquema para depor. Tem muito político caririense preocupado com a investigação. Será um escândalo!

Perguntas sobre futuro no ar

O PT não aceitará Camilo no palanque de Élcio Batista, em Fortaleza, e promete até fazer oposição via direção regional. Na Assembleia, a bancada é em sua maioria camilista e pode até segui-lo rumo ao PSB. Esse conflito ameaça precipitar a saída de Camilo do PT. Outro impasse sobre o rumo do Governador: os FGs não abrem mão de te candidatura própria em Fortaleza. Hoje, o candidato é o presidente da Assembleia, deputado José Sarto. O padrinho de Sarto é Ciro Gomes. Diz não haver chance do PDT não eleger o sucessor do Roberto Cláudio. Atrapalha seu sonho presidencial em 2022. Mais um confronto que precisa de solução.

Camilo assume PSB do Ceará

Deputado Nizo Costa foi o estadual a se filiar ao PSB por influência do Abolição. O comando do PSB no Estado está nas mãos do governador Camilo Santana. A princípio, Camilo não deixará o PT. Porém, não apoiará a candidatura da deputada Luizianne Lins à prefeitura de Fortaleza. O projeto eleitoral do governador é lançar o nome do seu secretário da Casa Civil, Elcio Batista, pelo PSB, com o apoio do prefeito Roberto Cláudio e do senador Cid Gomes, ambos do PDT. Como se percebe, Camilo quer fortalecer o PSB, elegendo um grande número de prefeitos em 2020.

Lava Jato no horizonte cearense

Não há mais adiamentos. A Operação Lava Jato desembarca no Ceará nos próximos dias. O senador Cid Gomes teme ser um dos alvos. A princípio, busca e apreensão. Quem está apreensivo com a perspectiva de ir para a prisão é o ex-deputado federal Antonio Balhman. O Ministério Público Federal e a Polícia Federal estão focando as investigações sobre a propina de R$ 20 milhões da JBS a Cid, e que Balhman foi buscar os recursos .

Agora, outros nomes citados em delações constam na relação da Lava Lato para serem presos, principalmente políticos atualmente sem mandato. O certo é que a impunidade não prevalecerá. O medo invadiu o Estado.

Novatos pensando em revanche

Depois da repercussão de notícias envolvendo servidores da Câmara de Juazeiro do Norte, alguns vereadores mais novos chegaram a propor a criação de uma comissão parlamentar de inquérito para acompanhar as matérias do Jornal do Cariri e dos demais veículos de imprensa da região. A proposta logo foi desencorajada por vereadores mais experientes. Eles ponderaram sobre a liberdade de imprensa e que a atitude seria avaliada como perseguição. Para desconversar, os vereadores autores da ideia disseram ter sido mal interpretados. Na verdade, a CPI visava intimidar os meios de comunicação. E até tentar censurá-los. Refletiram bem e recuaram.

Publicidade