Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Caso de tentativa de homicídio em Juazeiro do Norte é elucidado pela polícia

Casal de dentistas e executores foram presos e estão a disposição da justiça

(Foto: reprodução/vídeo)

16/01/24 19:48

O casal de dentistas, suspeito de ser o mandante da tentativa de homicídio contra empresária em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, foi preso. A Polícia Civil do Ceará cumpriu, na tarde dessa segunda-feira (15), dois mandados de prisão temporária contra Francisco Jonhnatan Alves e Silva, de 38 anos, e Savana Silva de Oliveira, de 24 anos. A ação criminosa ocorreu na tarde da última sexta-feira (12), no bairro São Miguel. Na ocasião, a vítima foi atingida por um objeto perfurocortante em um estabelecimento comercial. A vítima, de 24 anos, foi socorrida para uma unidade de saúde, onde segue internada.

Detalhes dos trabalhos policiais foram divulgados em coletiva de imprensa, na Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, em Juazeiro do Norte. Agora a Polícia Civil investiga a participação do casal no crime e a real motivação. De acordo com as investigações, a possível motivação está ligada a questões trabalhistas.

Os primeiros suspeitos, identificados como Marcelo Barbosa de Almeida, de 24 anos, e Carlos Alberto Evangelista Silva conhecido como “Alemão”, de 42 anos, que já possui antecedentes por tráfico de drogas foram presos no sábado (13). Conforme apurações iniciais, Marcelo é apontado como um dos suspeitos que aparece em imagens de câmeras de segurança. Já Carlos Alberto seria suspeito de ter contratado a dupla para cometer o delito. Eles foram conduzidos para a Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, onde foram autuados por tentativa de homicídio e colocados à disposição da Justiça, Alemão foi solto em audiência de custódia.

No domingo (14), equipes da PMCE capturaram um terceiro envolvido, apontado como executor do crime. José Pedro das Chagas Pinto de Sousa, conhecido como “Paulista”, de 31 anos, foi localizado na cidade de Aurora e encaminhado para uma unidade policial, onde foi autuado. Apurações apontam ainda que Pedro das Chagas teria uma dívida de drogas com Carlos Alberto e ele teria negociado o valor a ser pago pela execução da vítima.

Agora os envolvidos estão à disposição da Justiça. Com a prisão de Savana e Jonhnatan, a Polícia Civil elucida o caso.

LINKS PATROCINADOS