Caseiro e mulher são condenados por assassinar e esconder corpo de advogado em Aquiraz

Casal estava preso desde 2017

01/12/23 8:29

Um caseiro e sua companheiro foram condenados nesta quinta-feira (30), por assassinar e esconder o corpo do advogado Aldrin Helanio Coelho Fonteneles, de 49 anos. O homem foi encontrado sem vida em um poço na Praia do Iguape, em Aquiraz, na região Metropolitana de Fortaleza. O casal foi condenado pelo crime nesta quinta-feira (30) e as penas somadas chegam a 15 anos e 6 meses de reclusão.

Registrado em fevereiro de 2017, o crime ocorreu no sítio da vítima, que era dono também de um depósito de materiais de construção e um pet shop. O advogado ficou dois dias desaparecido até ser encontrado sem vida pela polícia.

Antônio Rodrigues de Sousa e Maria Ivone Menezes eram funcionários de Aldrin e teriam executado o homem por ele ter orientado donos de bares da região a não venderem bebidas alcoólicas ao caseiro.

Segundo as investigações, Antônio Rodrigo entrou em luta corporal com seu chefe e utilizou uma corda para enforcar a vítima, que depois foi jogado no poço.

Antônio foi condenado a 12 anos e 6 meses de prisão por homicídio, fraude processual e ocultação de cadáver. Como está preso desde 2017, já cumpriu seis anos de pena e cumprirá mais 5 anos, oito meses e 20 dias.

Já Maria Ivone, foi condenado a 3 anos de reclusão por omissão.

LINKS PATROCINADOS