sete dias sem medo da notícia
Por enquanto, não
Camilo se posiciona contra a realização das festas de Réveillon e Carnaval no Ceará
O posicionamento foi divulgado em publicação nas redes sociais
Camilo Santana
Por : Redação CN7
22/11/21 0:13

O governador Camilo Santana (PT) disse neste domingo (21), em publicação nas redes sociais, ser contrário a realização das festas de Réveillon e Carnaval no Estado do Ceará. Para o chefe do Executivo estadual, eventos festivos com grandes aglomerações e bebida necessitariam de absoluto controle absoluto, com todas as pessoas envolvidas comprovadamente vacinadas.

“Onde não houver controle, não pode haver festa. Está ocorrendo novo aumento dos casos de Covid em várias partes do mundo, principalmente em áreas menos vacinadas, e lutarei com todas as forças para que não ocorra o mesmo no Ceará. Nossa prioridade absoluta continuará sendo salvar vidas, além de buscarmos fortalecer a economia. Mas, para isso, precisamos controlar completamente a pandemia. E isso só ocorrerá com vacinação em massa”, escreveu em um trecho da mensagem.

Camilo disse ainda que uma nova onda da pandemia da Covid-19 seria ruim para todos e que, por isso, tal decisão deve ser tomada com cautela e responsabilidade. O Comitê de Enfrentamento à pandemia da Covid deverá analisar os dados epidemiológicos antes de tomar uma decisão final. “O cearense pode ter certeza que qualquer medida só será tomada com muito critério e sempre seguindo a ciência. Disso não abrirei mão jamais”, finalizou.

Leia o texto na íntegra:

Sobre a realização de grandes festas de réveillon e carnaval, minha posição é contrária neste momento. Eventos festivos, com grandes aglomerações e bebida, necessitariam de absoluto controle, com todas as pessoas comprovadamente vacinadas, como vêm ocorrendo nos estádios, além dos protocolos sanitários seguidos, para minimizar os riscos de contágio. Onde não houver controle, não pode haver festa. Está ocorrendo novo aumento dos casos de Covid em várias partes do mundo, principalmente em áreas menos vacinadas, e lutarei com todas as forças para que não ocorra o mesmo no Ceará. Nossa prioridade absoluta continuará sendo salvar vidas, além de buscarmos fortalecer a economia. Mas, para isso, precisamos controlar completamente a pandemia. E isso só ocorrerá com vacinação em massa. Uma nova onda de Covid seria terrível para todos. Por isso é necessária prudência e muita responsabilidade. O assunto será submetido ao Comitê da Pandemia, que analisará todos os dados epidemiológicos e os números da vacinação, além das propostas apresentadas para a realização de festas. O cearense pode ter certeza que qualquer medida só será tomada com muito critério e sempre seguindo a ciência. Disso não abrirei mão jamais.

LINKS PATROCINADOS