sete dias sem medo da notícia
Camilo prepara saída do PT e filiação ao PSB para reeleição independente de FGs
Por : Redação CN7
23/05/17 22:53

O governador Camilo Santana deu um drible de classe e tomou hoje o PSB do Ceará que seria entregue ao deputado Zé Airton Cirilo. Com o compromisso de trocar o PT pelo legenda socialista, por onde pretende disputar à reeleição, Camilo assumiu o comando do partido e já na largada filiou dois deputados federais: Odorico Monteiro e Macedão.

Odorico Monteiro será o presidente regional do PSB, cargo vago com a expulsão do deputado Federal Danilo Forte, que irá se filiar ao PSC. Odorico muda pela segunda vez de sigla, e agora sustenta que não ficará mais trocando de galho em galho, diante da falta de uma ideologia.

Com o controle do PSB, Camilo está livre das amarras impostas pelos irmãos Ciro e Cid Gomes como também das imposições do PT, via deputado Federal José Guimarães. No PSB, Camilo pode seguir seu próprio destino político em 2018.

Carlos Siqueira ao lado de Odorico Monteiro e do filho do deputado Macedão, Paulinho

 

No final da tarde desta terça-feira (24), o deputado Danilo Forte divulgou nota sobre sua saída do comando do partido:

Nota do deputado federal Danilo Forte (PSB-CE):

Acerca da informação sobre a mudança da presidência do Partido Socialista Brasileiro do Estado do Ceará (PSB-CE), utilizo deste espaço para esclarecer:

1 – Não fui comunicado pela presidência nacional do PSB acerca de acertos com o deputado federal Odorico Monteiro, considerando este movimento desconfortável, agravado pela ausência de diálogo entre o presidente do partido e seus integrantes;

2 – Quando a mim foi confiada a missão de presidir o partido no Ceará, procurei pessoalmente, antes de assumir, os ex-dirigentes Roberto Pessoa, Eliane e Sérgio Novais no sentido de, a partir daquele momento, reconstruirmos juntos o fortalecimento da nossa sigla no Estado;

3 – Com total convicção e coragem ingressei no PSB em 11 de setembro de 2015, período não previsto para troca de legendas (sem janelas), assumindo o risco de perda do mandato, mas o fiz na firme certeza de defender as bandeiras do partido e por identificação com a trajetória histórica da legenda;

4 – Defendi e seguirei propondo que o Brasil precisa ser levado a sério, e que jamais retomaremos o caminho do crescimento, econômico e social, sem passarmos por profundas reformas (política, trabalhista, previdenciária e tributária). Espero que os partidos políticos atuem com amadurecimento diante desta pauta para salvarmos o País;

5 – Estou à disposição do Partido Socialista Brasileiro para dialogar e lutar pelas mudanças necessárias. Espero que o PSB caminhe com seriedade e serenidade neste processo que já dá sinais de recuperação do quadro de dificuldades, impostas pelo governo anterior, ao Brasil.

LINKS PATROCINADOS