Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Camilo e Luizianne se solidarizam com familiares de médicos executados no RJ

Uma das vítimas era irmão da deputada federal Sâmia Bomfim

Foto dos médicos instantes antes de ocorrer o crime

05/10/23 11:37

O ministro da Educação, Camilo Santana, e a deputada federal Luizianne Lins (PT-CE) usaram as redes sociais, nesta quinta-feira (5), para se solidarizarem com os familiares de médicos executados no Rio do Janeiro na madrugada de hoje. Um deles era irmão da deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP).

“Que os responsáveis pela execução dos médicos no Rio de Janeiro, na madrugada de hoje, sejam devidamente identificados e punidos. Meus sentimentos aos familiares e amigos nesse momento de dor”, escreveu o ministro.

Luizianne também cobrou punição aos responsáveis. “Toda a nossa solidariedade à companheira deputada Sâmia Bomfim e sua família nesse momento de dor. Diego Bomfim, irmão de Sâmia, é um dos três médicos assassinados no Rio nesta quarta, 04/10. Mais um episódio de extrema violência. Nossos sentimentos também aos familiares dos médicos Perseu Almeida e Marcos Corsato. Esperamos que as investigações e identificação dos responsáveis por essa execução sejam céleres”.

Em tempo

Na ocasião, quatros médicos estavam em um quisque na Praia da Barra da Tijuca no Rio de Janeiro. Três morreram e um está internado.

A Polícia Civil do RJ acredita em execução, já que nada foi levado e os criminosos já chegaram atirando. Testemunhas contaram ainda que os bandidos não disseram nada. Foram pelo menos 20 disparos. Segundo o G1, “as vítimas estavam no Rio de Janeiro para um congresso internacional de ortopedia”.

Em tempo II

Os três médicos que morreram são Diego Ralf Bomfim (35 anos), Marcos de Andrade Corsato (62 anos) e Perseu Ribeiro Almeida (33 anos).

O médico que está internado é Daniel Sonnewend Proença (32 anos).

LINKS PATROCINADOS