sete dias sem medo da notícia
Explicação
Camilo diz que alta no preço dos combustíveis é culpa do Governo Federal
Camilo desmentiu o presidente Bolsonaro sobre alta no preço dos combustíveis
Camilo Santana
Por : Redação CN7
24/08/21 16:15

O governador Camilo Santana (PT) desmentiu o presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (24), durante transmissão ao vivo nas redes sociais, e afirmou que a culpa pela alta do preço dos combustíveis é de “responsabilidade é única e exclusiva do Governo Federal e da Petrobrás”, disse.

“Eu já estou há sete anos como governador, as pessoas me conhecem, sabem da minha transparência. Nós temos um presidente da República que eu respeito, é a autoridade do nosso País, e sempre procurei respeitar, mas que está usando com inverdade, não está dizendo a verdade à população brasileira, dizendo que a responsabilidade pelo aumento do preço da gasolina é dos governadores. Isso é mentira”, afirmou Camilo Santana.

Camilo garantiu não ter aumentado o preço do imposto estadual ICMS sobre a gasolina e, inclusive, disse ter reduzido o valor do imposto sobre o óleo diesel no Ceará. “Nós não fizemos nenhum aumento, aliás subsidiamos o óleo diesel para o transporte público. Quem usa o transporte público, sendo a maioria da população, são os trabalhadores. Nós reduzimos mais da metade o ICMS do óleo diesel aqui do Ceará e não aumentamos ao longo dos últimos anos nenhum percentual do ICMS, é o mesmo”, argumentou.

Assista ao vídeo do governador Camilo Santana:

Entenda o caso

O presidente Bolsonaro disse durante evento em Manaus, realizado na última quarta-feira (18), que a culpa da alta no preço dos combustíveis é dos governadores. “Sabemos que a inflação está batendo na porta de vocês, mas lá atrás grande parte dos governadores e da nossa mídia disse que deveríamos respeitar aquela máxima: ‘fique em casa que a economia a gente vê depois'”, declarou o presidente.

Bolsonaro reconheceu a inflação e disse que a população tem o direito de reclamar. O chefe do Executivo ainda destacou que o povo precisa perceber quem é o grande vilão da história. “Hoje em dia, o litro da gasolina é vendido nas refinarias na casa de R$ 1,95. Se está R$ 6, R$ 7 o litro, o que é um absurdo, o imposto federal na casa de setenta centavos, vamos ver quem é o vilão nessa história”, finalizou.

LINKS PATROCINADOS