Sete dias por semana sem medo da notícia!
Bandido que matou garota de 17 anos em Caucaia é preso quando dormia na casa da mãe
No momento em que foi assassinada, a adolescente passeava com a filha de 2 anos. A menina estava em um carrinho

Policiais civis do Núcleo de Homicídios da Delegacia Metropolitana de Caucaia (NH/DMC) prenderam, ontem, um dos envolvidos no assassinato da adolescente Ayara Cardoso, 17 anos, assassinada a tiros diante da filha de 2 anos, na noite da última quarta-feira (11), em plena praça pública, no bairro Conjunto Metropolitano (Picuí). Ao ser abordado pela Polícia, o suspeito estava dormindo na casa da mãe, no mesmo bairro onde ocorreu o crime.

De acordo com a Polícia, Alex Mendes Dias, 19 anos, confessou ter participado do crime em companhia de outro homem, que pilotava uma motocicleta. Os dois teriam assassinado a garota por ela ser simpatizante de uma facção rival. Ayara estava passeando com a filha na pracinha do bairro, na Rua Pedro Alves de Menezes, quando foi atacada, obrigada a ajoelhar-se e, em seguida, recebeu vários tiros. O primeiro deles, na cabeça.

Aos policiais da DMC, Alex contou que sequer conhecia a adolescente, mas lhe passaram as fotos delas em um aplicativo de celular. Foi o bastante para que ele e o comparsa (já identificado e foragido), saíssem em busca de encontrá-la. Quando encontraram Ayara, perceberam que ela estava com a filha. Mesmo assim, não desistiram da empreitada criminosa e ordenaram que ela soltasse a criança dos seus braços e se ajoelhasse “para morrer”.

Na presença da criança e de várias pessoas que ali estavam,  os dois homens mataram Ayara e fugiram na motocicleta. A Polícia confirma que o motivo do crime foi a rivalidade das facções.

Com a morte da garota, subiu para 174 o número de assassinatos em Caucaia neste ano.

Ayara foi assassinada na guerra entre facções criminosas em Caucaia

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também