sete dias sem medo da notícia
Mudança
Atraso de caminhões em fronteiras pode aumentar mais ainda preços de alimentos
Importação de produtos mais perecíveis é a principal preocupação
Por : Redação CN7
06/10/21 10:00

Uma alteração nas regras de inspeção de alimentos importados de origem animal está retendo caminhões em pontos de fronteira, o que vai ocasionar atraso no abastecimento de mercadorias no Brasil. A informação está publicada na edição desta quarta-feira (6) da Folha de S. Paulo, com base em declarações dos próprios empresários.

Segundo eles, caso não haja uma melhora na situação, a perspectiva é de uma nova pressão sobre os preços. A importação de produtos mais perecíveis é a principal preocupação. Entre as cargas mais sensíveis estão pescados e congelados, como salmão e merluza.

Os empresário afirmam ainda que o problema é o número insuficiente de fiscais para dar conta do trabalho. “Há relatos de caminhões que aguardam cerca de 30 dias para atravessar áreas de fronteira”, informa Christiano Lobo, diretor-executivo da Associação Brasileira das Industrias de Pescados (Abipesca).

LINKS PATROCINADOS