sete dias sem medo da notícia
Calamidade pública
Aprece alerta que 39 municípios do Ceará sofrem colapso de oxigênio
Ou seja, 21,19% das cidades estão sem oxigênio
(Foto: divulgação)
Por : Redação CN7
13/03/21 20:02

O presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Júnior Castro, revelou neste sábado (13), por meio de nota, que 39 municípios estão colapsados de oxigênio. Ou seja, 21,19% das cidades estão sem oxigênio.

Em nota, Júnior Castro pede ao Governo do Estado a união de forças para evitar o desabastecimento de oxigênio nas unidades hospitalares dos municípios. Entre os motivos apontados para o colapso está a demora na entrega dos cilindros de oxigênio por parte das empresas responsáveis. Contudo, esse não é o único. Ainda há a insuficiência no número de cilindros disponíveis e a permanência prolongada dos pacientes diagnosticados com a Covid-19 à espera de transferência.

A Aprece realizou também reuniões com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e Ministério Público Federal (MPF) para alinhar pontos relacionados ao tema.

A White Martins, maior produtora de oxigênio do país, se recusa a fornecer os insumos para os municípios cearenses.

Confira os municípios que estão sofrendo colapso de oxigênio:

  • Alcântaras;
  • Apuiarés;
  • Baixio;
  • Beberibe;
  • Bela Cruz;
  • Camocim;
  • Caridade;
  • Caririaçu;
  • Carnaubal;
  • Coreaú;
  • Guaramiranga;
  • Ipaumirim;
  • Itaitinga;
  • Itapipoca;
  • Maranguape;
  • Martinópole;
  • Milhã;
  • Mombaça;
  • Morada Nova;
  • Moraújo;
  • Monsenhor Tabosa;
  • Morrinhos;
  • Nova Russas;
  • Novo Oriente;
  • Pacoti;
  • Paramoti;
  • Pentecoste;
  • Potengi;
  • Quiterianópolis;
  • Santa Quitéria;
  • São Benedito;
  • Senador Pompeu;
  • Senador Sá;
  • Tianguá;
  • Tururu;
  • Umari;
  • Uruburetama;
  • Uruoca;
  • Varjota.

Confira o documento:

LINKS PATROCINADOS