Sete dias por semana sem medo da notícia!
Após 5 horas de negociação, homem que fugiu da Polícia e causou acidentes, se entrega
O incidente aconteceu em Sobral e parou a cidade durante horas no cerco da Polícia
Atiradores do Cotar cercam a Hilux em que o guiador permaneceu por 5 horas
Ouça a matéria

Após cinco horas e meia de negociação, o motorista de uma caminhonete importada  se entregou às autoridades depois de ter furado  um bloqueio da Polícia Rodoviária Federal da BR-222, ter  invadido as ruas da cidade Sobral e causado acidentes com vítimas. Ele foi identificado como Eder Mourão Sá. De acordo com a Polícia, Sá vai responder por uma série de crimes, incluindo danos aos  patrimônios público e privado, tentativa de homicídio contra os agentes federais, tentativa de homicídio com dolo eventual, além de crimes de trânsito e resistência.

A sequência de fatos causados pelo guiador parou a cidade de Sobral entre o fim da tarde e a noite desta  quinta-feira (16). Tudo começou quando o motorista dirigia em alta velocidade e fazendo manobras de ultrapassagem arriscadas e em locais proibidos. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-222, no trajeto entre Fortaleza e Sobral. A PRF montou um bloqueio para impedir a passagem da caminhonete, mas o motorista “furou” a barreira e seguiu em fuga.

Em seguida, a caminhonete invadiu as ruas de Sobral. No trajeto, avançado vias preferenciais e semáforos, o homem bateou em vários carros e atropelou um casal que transitava em uma moto. A Polícia Militar, através do 3º BPM, acionou as viaturas e deu início à perseguição, que só terminou no bairro Campo dos Velhos.

Se entregou

Cercado pela PM, o guiador se recusou a desembarcar. Trancado dentro da caminhonete blindada, ele não obedeceu à ordem da Polícia de se entregar. Foram horas de tensão e negociação após a PM ter disparado tiros para conter o veículo, furando os pneus e danificando o ar condicionado.

Era por volta de 23h10 quando, finalmente, o guiador desembarcou da caminhonete que, àquela altura dos acontecimentos, já estava cercada por atiradores de elite do Comando Tático Rural (Cotar). Ele saiu do local acompanhado de familiares e foi colocado numa ambulância, que deixou o local sob escolta da PM em direção a um hospital da cidade.

“Estamos instaurando um auto de prisão em flagrante. Ele praticou vários crimes, como dano ao patrimônio público de um órgão federal (colidiu com uma viatura da PRF), tentativa contra a vida dos agentes federais (policiais rodoviários federais), praticou tentativa de homicídio com dolo eventual contra pessoas que estavam transitando e que foram atropeladas por ele, danos a veículos particulares, tudo nesta sequência deste surto psicótico que ele pode ter sofrido”, informou o delegado Márcio Lopes, da Delegacia Regional de Sobral.  

Veja entrevista do delegado de Sobral, Márcio Lopes, ao repórter Gleydson Torres, do O Sobralense

Veja a negociação da PM com o homem trancado dentro da Hilux

Em tempo

Diferente do que o CN7 noticiou no primeiro momento, Eder Mourão Sá não é perito criminal.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também