Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

André Figueiredo mantém PDT na oposição e Fernando almoça com Bender

Coluna rebate

30/04/24 14:57

O prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, se reuniu com o presidente nacional do PDT, deputado André Figueiredo, no último sábado (27). Jantaram e o cardápio foi a sucessão municipal e os últimos fatos políticos, com a saída do empresário Gilmar Bender da aliança do prefeito Glêdson. No encontro, Glêdson disse não saber nada oficial, pois ainda não conversou com o empresário Gilmar Bender. Apenas boatos que circulam pela cidade, informando do rompimento – que ainda não é público – entre o prefeito Glêdson e Gilmar Bender. Nesta segunda (29), a verdade se confirmou: o deputado Fernando Santana e o vice-prefeito Giovanni Sampaio almoçaram, no restaurante Carboni, no BS Tower, em Fortaleza. Na mesa, também estavam o empresário Gilmar Bender, sua filha Bruna Bender e seu genro Diogo Machado. Evidente, que o assunto foi a sucessão do prefeito Glêdson Bezerra. Gilmar Bender não está forçando para que a vaga de vice na chapa seja dada a sua filha. Mas, o nome dela é favorito para a posição. Fernando Santana confirmou o almoço. Entretanto, não disse mais nada sobre o que ele e Bender falaram. Para aumentar as especulações, o ministro da Educação, Camilo Santana, estava em Fortaleza na manhã desta segunda (29). Não descartem que Gilmar Bender tenha se reunido antes do almoço com Fernando Santana, com o ministro Camilo, em seu escritório, a cerca de 100 metros do restaurante Carboni. O presidente André Figueiredo prega aviso: o PDT ficará ao lado do prefeito Glêdson nas eleições de Juazeiro do Norte. Gilmar Bender não levará o PDT para apoiar Fernando Santana.

Filha de Bender cotada para vice de Fernando

Está avançando o debate entre a articulação do deputado Fernando Santana e o empresário Gilmar Bender, para a indicação de um nome ligado ao empresário, visando compor a pré-candidatura a vice na chapa governista. Entre os envolvidos nas negociações da adesão Gilmar Bender, a opção mais provável para a vaga de vice-prefeito é a filha de Bender e esposa de Diogo Machado, a jovem Bruna Bender. Todas as conversas têm sido mantidas em sigilo, mas devem vir à tona em breve. Bender deve se pronunciar somente depois de uma conversa com o prefeito Glêdson Bezerra. Os dois ficaram de sentar no fim de semana, mas nenhum veio a público confirmar a reunião. Na base governista, a chegada de Bender no palanque de Fernando Santana é dada como certa. A dúvida que intriga a mudança drástica na política de Gilmar Bender e seu genro Diogo Machado: o que, efetivamente, ocorreu para essa virada inesperada de lado. A decisão que motivou foi empresarial ou temor com as investigações em curso, envolvendo o ex-secretário municipal Diogo Machado. Só o tempo responderá.

Filha de Bender está filiada ao Republicanos

Parece que a traição do empresário Gilmar Bender estava sendo preparada já há algum tempo. Enquanto Bender e seu genro Diogo Machado estavam filiados ao PDT, e propagavam o discurso de oposição ao Abolição, dividindo os holofotes com Ciro Gomes e o presidente nacional do PDT, André Figueiredo, a filha dele trilhava outro caminho político bem diferente. Bruna Bender, sem alardes, negociou e se filiou ao Republicanos, com o aval do presidente estadual, ex-senador Chiquinho Feitosa. Assim, não há nenhuma dificuldade em Bruna Bender ser indicada a vice de Fernando Santana. Essa situação partidária de Bruna Bender facilita a união de Fernando Santana com o pai, o empresário Gilmar Bender. E é uma surpresa. Poucos sabiam desse movimento de Bruna Bender ingressar num partido aliado ao governador Elmano de Freitas e ao ministro Camilo Santana. Agora, está faltando apenas o anúncio da composição da chapa Fernando-Bruna Bender. O ministro Camilo já teria dado o aval para essa aliança. Também decidido que a vaga de vice-prefeito não seria uma indicação do deputado Davi Macedo e seu pai, ex-prefeito Raimundão. Se a família Macedo resolver aderir à candidatura de Fernando Santana, será contemplada com outras posições no futuro governo e no atendimento de outras demandas políticas. Não haveria espaço para a vice, cujo nome de Bruna Bender seria, hoje, consenso entre todos partidos que compõe o palanque de Fernando Santana.

Tarso Magno favorito para vice de Glêdson

A saída do páreo do ex-secretário de Meio Ambiente de Juazeiro, Diogo Machado, abriu novamente as discussões para a pré-candidatura do ex-vereador Tarso Magno, como vice na chapa do prefeito Glêdson Bezerra. Tarso estava sendo cobrado pelo deputado federal AJ Albuquerque e o secretário das Cidades, Zezinho Albuquerque, líderes do PP no Ceará, para articular uma posição melhor na gestão, como forma de manter a aliança entre o Podemos e o PP. Zezinho e AJ cobravam mais espaço na administração de Juazeiro do Norte, para justificar junto à base governista a permanência do PP, ao lado do prefeito Glêdson. Com a possibilidade de estar na chapa majoritária, Tarso garante a tranquilidade com a direção estadual do partido e, agora, deve cobrar de AJ o acordo para assumir a cadeira na Câmara Federal, para fortalecer o projeto de reeleição de Glêdson e sua posição de favorito no grupo.

Embate de Cid Gomes com PT define futuro na Alece

Um levantamento sobre a filiação partidária dos 184 prefeitos do Ceará revela a força política do senador Cid Gomes. Após intenso trabalho de Cid, o PSB filiou 64 prefeitos e é o maior partido no Ceará. Em segundo lugar, bem atrás, está o PT, com apenas 44, e com um prefeito do PCdoB, a federação PT-PCdoB tem 45 prefeitos filiados. Na terceira colocação vem o PSD, de Domingos Filho, com 19 prefeitos. Estão embolados MDB com 13, PP com 12, Republicanos com 11 e o PDT, que minguou e, agora, tem apenas nove prefeitos. Lá atrás, na oitava posição no ranking de prefeitos filiados, está o novo PRD com quatro, seguido por Solidariedade e Podemos, ambos com dois. Dois dos maiores partidos de oposição no Ceará e também no Brasil, o União Brasil e o PL, da família Bolsonaro, tem um prefeito. E o outrora todo poderoso PSDB não tem nenhum prefeito. Contudo, a Cidadania tem um. Daí, a federação PSDB-Cidadania tem um único prefeito. Com essa força do PSB, Cid Gomes quer enfrentar o Abolição e exigir a presidência da Alece, e maior espaço no governo Elmano. No final de semana, Cid Gomes comemorou, no município do Cruz, seu aniversário de 61 anos, ao lado do prefeito Jonas Muniz, e não escondeu que quer ser reeleito senador em 2026. Apesar de que sua preferência é voltar a governar o Ceará. Porém, para realizar esse sonho, precisa derrotar o PT nas eleições de outubro. Essa briga é vista de longe pelo governador Elmano, que não tem se envolvido nesse conflito Cid Gomes versus PT. E nem o ministro Camilo Santana.

Márcio Bilhar assume pré-candidatura a prefeito

Principal articulador político do grupo político, liderado pelo presidente da Câmara do Crato, Florisval Coriolano, Marcio Bilhar assumiu, na última semana, a posição de pré-candidato a prefeito. Florisval teve que se afastar para tratamento de saúde e não tem perspectiva de voltar às agendas políticas. Como segundo nome desse grupo, Márcio foi incentivado a assumir a posição e deve decidir se continua alinhado ao prefeito Zé Ailton Brasil (PT) ou se inicia uma conversa com as lideranças da oposição. Márcio garante que sua preferência é manter a aliança com a base aliada do Governo do Estado, mas quer a adesão às propostas do projeto “Crato, cidade do futuro”. Márcio tem percorrido o Município para conversar com a população sobre o projeto, coletando opiniões e sugestões. Márcio está filiado ao Agir e tem o comando do Avante e PRTB, com as pré-candidaturas de 40 nomes à Câmara. Márcio Bilhar comanda o segundo maior grupo do Crato, perdendo apenas para a base governista, liderada pelo prefeito Zé Ailton.

LINKS PATROCINADOS