sete dias sem medo da notícia
Boa escolha
Anderson Possa mais cotado para assumir interinamente Presidência do BNB
Ele é diretor de Negócios e Rede da instituição
Anderson Possa
Por : Redação CN7
29/09/21 10:34

O jornal Valor Econômico, por meio da coluna Pipeline, traz que o nome mais cotado para assumir interinamente a Presidência do BNB é o diretor de Negócios e Rede da Instituição, Anderson Possa. O problema é que o atual presidente Romildo Rolim, não quer deixar o cargo. Isso tem criado um mal-estar entre o Banco e o Planalto.

“Ele não quer sair e vinha discutindo com a diretoria, com o PL e até no Planalto”, afirma uma fonte graduada à publicação. A referência ao partido se deve ao histórico de indicações políticas coordenadas pelo Centrão para o banco regional, seja em governos de direita ou de esquerda.

O presidente nacional do partido, Valdemar Costa Neto, como o CN7 divulgou com exclusividade, já solicitou a demissão de Romildo Rolim ao presidente Bolsonaro. Ele considera inaceitável o contrato de R$ 600 milhões do BNB com a ONG petista INEC.

Costa Neto disse que foi questionado pelo presidente Jair Bolsonaro sobre um contrato de R$ 600 milhões do BNB com uma ONG que atua no segmento de microcrédito. Esse contrato com a oscip Instituto Nordeste Cidadania para operacionalizar o microcrédito já foi alvo de críticas nos últimos anos, relacionado por políticos com o PT (a parceria for firmada em 2003, no governo Lula). “Todo mundo sabe desse contrato com a ONG há anos, em diversos governos. Pode-se questionar se é válido ou não, mas surpresa não é”, afirma um executivo do BNB.

A disputa política em torno do CrediAmigo se justifica na carteira de mais de R$ 10 bilhões do banco e na discussão do que fazer com esse negócio.

Em tempo

Anderson Possa fez carreira de quase 20 anos na Caixa Econômica Federal e é professor.

LINKS PATROCINADOS