Sete dias por semana sem medo da notícia!
Anatel teme que várias regiões fiquem sem telefonia fixa da Oi a partir do ano que vem
Situação financeira da empresa piora a cada dia e agência prepara intervenção

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) está preocupada com a situação financeira da operadora Oi, que piorou nos últimos meses. Autoridades do governo Jair Bolsonaro foram avisadas esta semana que, caso o comando da companhia não consiga reverter os maus resultados, a agência pode ser obrigada a intervir na empresa.

De acordo com o Estado de S. Paulo, há receio de que diversas regiões comecem a ficar sem os serviços de telefonia fixa prestados pela operadora a partir do ano que vem. Caso a empresa não melhore seu desempenho no curto prazo, uma das alternativas em estudo é tirar da Oi a concessão que a permite oferecer telefonia fixa em todos os Estados, com exceção de São Paulo.

Os serviços de telefonia móvel e de banda larga são autorizações e a Anatel não pode interferir, nem cassar o direito da empresa de oferecê-los. Mas, o problema da Oi sinaliza que a empresa pode ter dificuldades para manter seus serviços como um todo nos próximos anos.

A empresa tem uma dívida acumulada de R$ 65 bilhões, referentes ao ano de 2016, quando entrou em recuperação judicial.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também