sete dias sem medo da notícia
Acrísio destaca 35 anos do Centro de Direitos Humanos da Arquidiocese de Fortaleza
Vereador de Fortaleza e deputado estadual eleito Acrísio Sena
Por : Redação CN7
01/06/17 19:03

O vereador Acrísio Sena (PT) utilizou seu tempo no pequeno expediente desta quinta-feira, 1º de Junho, para destacar os 35 anos criação do CDPDH, Centro de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos da Arquidiocese de Fortaleza, que será comemorado em julho deste ano. De acordo com o parlamentar, O Centro de Defesa da Arquidiocese serviu de experiência e norteamento para a criação dos centros de defesa dos direitos humanos da Assembleia Legislativa e da CMFor.

Acrísio fez um breve histórico da criação do CDPDH, em 1982, por decisão da Assembleia Pastoral da Arquidiocese de Fortaleza pelo Cardeal Dom Aloísio Lorscheider. “O movimento popular se encontrava em plena efervescência, e havia nesta cidade uma grande luta por moradia. Já naquele tempo, as lideranças pastorais e populares sentiam a necessidade de um apoio jurídico para as suas lutas e reivindicações”, ressaltou.

O vereador comentou que o Escritório de Direitos Humanos e Assessoria Jurídica popular Frei Tito de Alencar, da Assembleia Legislativa do Ceará, e o Escritório de Direitos Humanos e Assessoria Jurídica Popular Dom Aluísio Lorscheider da CMFor, tem como referência e norteamento o CDPDH pelo papel relevante que tem feito ao longo dos 35 anos por todos os fortalezenses.

“O CDPDH tem como missão contribuir para a Promoção dos Direitos Humanos, em especial o direito à terra e moradia da população de baixa renda de Fortaleza e sua região metropolitana, tendo em vista a construção de uma sociedade justa e solidária”, afirmou.

LINKS PATROCINADOS