Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Operação da Polícia Federal resgata vítimas de abuso sexual em Canindé

(Foto: reprodução/PF)

27/09/23 8:47

A Polícia Federal deflagrou a Operação Pureza Roubada, na manhã desta quarta-feira (27), com o objetivo de proteger vítimas de estupros e outros abusos sexuais infantis, interrompendo crimes de estupro, armazenamento e difusão de arquivos digitais ilícitos por meio da Internet. Um Mandado de Prisão Preventiva e dois Mandados de Busca e Apreensão expedidos pela 23ª Vara Federal estão sendo cumpridos em Canindé.

As investigações iniciaram por meio de denúncia em plataforma digital recebida pela ONG NCMEC e encaminhada à Polícia Federal. Apurou-se na investigação que estariam ocorrendo os estupros, armazenamento e compartilhamento de conteúdo ilícito produzido. Até o momento foram identificadas 3 vítimas dos crimes.

As investigações da PF apontaram indícios da autoria criminosa, indicando que os estupros, a produção de imagens, o armazenamento e o compartilhamento ilícito das mídias tiveram origem em pessoa investigada no município de Canindé, de 20 anos de idade, que foi presa pela PF e em endereço que é objeto de busca e apreensão nesta manhã. Outro investigado, de 40 anos de idade, é também alvo de mandado de busca e apreensão.

Os investigados podem responder pelo cometimento, em tese, dos crimes de estupro de vulnerável, produção e disponibilização de mídias envolvendo criança ou adolescente, com penas somadas de até 33 anos de prisão, sem prejuízo da descoberta de outros crimes mais graves praticados, a partir da análise do material digital apreendido. As investigações continuam, com análise do material apreendido.

LINKS PATROCINADOS